Home » Biodiversidade

Biodiversidade

A biodiversidade da região amazônica é única e a mais rica do mundo. Suas florestas concentram 60% de todas as formas de vida do planeta, mas calcula-se que somente 30% de todas elas são conhecidas pela ciência. Estima-se em cerca de um milhão de espécies animais e vegetais, incluindo mais de 2.000 tipos de peixes, 2.500 tipos de pássaros, 3.500 tipos de árvores com mais de 30 cm de diâmetro e 300 espécies de répteis, cobras e lagartos. Das 483 espécies de mamíferos existentes no Brasil, 324 vivem na Amazônia (67%); das 141 de morcegos, 125 voam na região.

 

Fauna

As matas e as águas da Amazônia abrigam a mais variada fauna conhecida. São 324 tipos de mamíferos, 2. 500 espécies de peixes, 1.800 espécies de aves já identificadas.
 
A Amazônia tem a maior serpente venenosa das Américas, a surucucu pico-de-jaca, de mais de 3 metros. Mas na floresta há menos cobras perigosas do que em outras regiões. São notáveis as não venenosas jibóias, sucuris e suas parentas, gigantes modorrentos de até 13 metros e mais de 200 quilos. Os mamíferos são na maioria de hábitos noturnos e solitários. O viajante pode andar dias na mata ouvindo ruídos misteriosos, mas sem encontrar qualquer grupo de animais. Mas as aves aquáticas têm na Amazônia o seu paraíso.

 

Flora

A Floresta Amazônica, que tem seu núcleo mais representativo no Estado do Amazonas, vem ao longo dos anos revelando cada vez mais seu potencial para a geração de riquezas, do qual se destacam o cacau, canela, seringueira, guaraná, mandioca, camu-camu, cupuaçu, pau-rosa, andiroba, copaíba, sorva e castanha-do-Brasil. Não podemos deixar de mencionar a beleza das orquídeas e vitórias-régias, a rainha entre os vegetais amazônicos é a portentosa sumaumeira, gigante que alcança 60 metros de altura (o equivalente a um prédio de 20 andares), com uma circunferência de base de mais de 20 metros e uma umbrela que ultrapassa os 100 metros de diâmetro.