Category Archives: Imprensa

Governo do Amazonas passa a integrar de forma inédita Associação de Parques das Américas

Foto: Divulgação/Amazonastur

O Governo do Amazonas passa a integrar a Associação de Parques das Américas. O acordo inédito no País foi firmado na noite desta quarta-feira (15/11), na IAAPA Attraction Expo 2017 em Orlando, nos Estados Unidos, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

A partir dessa associação o Amazonas se firma como destino para os investidores de parques temáticos. O Estado é a única entidade governamental da América Latina a fazer parte da IAAPA e foi extremamente bem aceito por todos os membros da associação.

De acordo o presidente da associação e vice-presidente da Disney, Greg Halle, a iniciativa do Governo do Amazonas de estar no evento é um diferencial. “É muito bom ver um governador disposto a buscar investimentos da indústria de parques para seu Estado que tem um grande potencial”, afirmou Greg.

Parceria – O presidente da Amazonastur, Orsine Júnior, esclareceu que a parceria com a vice-presidência de operações da América Latina da IAAPA foi fundamental para essa conquista. “Contamos com o apoio da vice-presidente, Paulina Reyas, que nos ajudou na interação com os demais associados e assim conseguimos firmar nosso Estado como destino para os investidores de parques temáticos. Foram três dias de negociações, mas agora fazemos parte da IAAPA e certamente vamos desenvolver grandes projetos de lazer e entretenimento no Amazonas”, afirmou Orsine.

Ministro do Turismo visitará Manaus e lançará linha de crédito especial para segmento

Foto: Amazonatur/Divulgação

O ministro do Turismo, Max Beltrão, virá a Manaus para uma visita técnica nas obras da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques (CCA). Além disso, o ministro lançará uma linha de crédito especial, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para financiar empreendimentos turísticos tanto da iniciativa privada, quanto da pública.

A vinda do ministro, prevista para dezembro ou início de janeiro de 2018, foi confirmada pelo presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Orsine Junior, que esteve reunido com Max Beltrão, no primeiro dia da IAAPA Attractions Expo 2017, encontro mundial dos representantes dos setores de entretenimento, de lazer e parques aquáticos e temáticos do mundo, que começou na última segunda-feira (13/11) em Orlando, nos Estados Unidos.

De acordo o titular da Amazonastur, a linha de crédito especial voltada para financiamentos de empreendimentos turísticos deve ser lançada pelo Governo Federal nos próximos meses. “Na iniciativa privada, o financiamento dessa linha pode ser destinado para construções de parques, hotéis e afins. Já na pública, esse investimento deve ser feito na infraestrutura turística, ou seja, na construção de centro de convenções, edifícios-garagens, zoológicos, aquários, entre outros”, destacou Orsine.

Visita – No encontro foi acertado com o ministro do Turismo, Max Beltrão, a ida dos possíveis investidores, captados durante a IAAPA Attractions Expo 2017, ao Amazonas para fazer uma visita. “Essa ida dos investidores é muito importante para apresentarmos o nosso Estado como um todo, além das condições favoráveis para a implantação de um parque temático”, disse o presidente da Amazonastur.

Ainda durante a reunião, o titular do Órgão Estadual de Turismo conseguiu apoio do ministro para entrega da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas em dezembro de 2018. “Ele nos prometeu a regularização dos pagamentos das obras do CCA, que estão em andamento, e celeridade neste processo para que o Centro de Convenções realmente fique pronto em dezembro de 2018”, finalizou Orsine.

Além do Governo do Amazonas, estão participando da IAAPA Attractions Expo 2017 representantes da iniciativa privada, da Prefeitura e da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Governo do Estado começa os trabalhos para a implantação da rota e sinalização turística de Borba

Foto: Francisco Girão/Amazonastur


Os estudos e levantamentos para a implantação da rota e da sinalização turística do município de Borba (a 151 quilômetros de Manaus), realizados pelo Governo do Estado, iniciaram na última semana. Esses trabalhos visam ampliar a oferta de produtos turísticos do município, que agora faz parte das 30 cidades amazonenses presentes no novo Mapa Turístico do Brasil.

Em Borba, os técnicos da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), que foram acompanhados pelo vice-prefeito e secretário de turismo, Antonio Maia Cidade, conheceram e visitaram os principais pontos turísticos do município, como a Basílica de Santo Antônio, Largo de Santo Antônio, Balneário do Lira, entre outros.

De acordo com o vice-prefeito, o início dos trabalhos foram extremamente proveitosos para o município. “Sem dúvidas só temos a ganhar com esse apoio da Amazonastur. Queremos colocar de vez Borba na rota do turismo religioso, cultural e natural do Amazonas, fomentando o setor de serviços, hotelaria e gastronomia”, disse Antonio Cidade.

Sinalização e roteiro turístico – Um dos pleitos da Prefeitura de Borba ao Governo do Estado é a implantação da sinalização turística de padrão internacional. “O objetivo da sinalização turística vertical é identificar e deixar o turista bem informado quanto aos atrativos turísticos existentes e auxiliar o usuário quanto à função do espaço público, seja ele de cunho religioso, militar, histórico ou cultural”, relatou a engenheira da Amazonastur, Adriana Pimentel.

A sugestão de roteiro turístico, mediante visita técnica aos atrativos naturais e culturais do município de Borba, ficou distribuída conforme as coordenadas geográficas dos atrativos. “Para o ordenamento do turismo, sugerimos uma Oficina de Turismo Religioso, com sensibilização e planejamento sobre os temas Turismo religioso, Educação Ambiental, Turismo no Amazonas, Legislação Turística, Atendimento ao Turista, entre outros”, disse o professor Francisco Girão, técnico da Amazonastur.

Conceito de sustentabilidade e reuso de materiais descartados servem de base para estrutura de exposição na 17ª Conescap

FOTOS: AMAZONASTUR/DIVULGAÇÃO

Foto: Amazonastur/Divulgação


No próximo dia 15 (quarta-feira), inicia a 17ª Convenção Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Conescap), um importante acontecimento que vai movimentar o Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques até dia 17 de novembro.

Seguindo a meta de consolidar o Amazonas na rota nacional do turismo de eventos, o Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), está contribuindo com o conceito da convenção “Superação: Construindo soluções de sustentabilidade para o Brasil” e participando com o projeto Artesanato Sustentável do Amazonas que incentiva a produção artesanal do interior.

As ações em prol da sustentabilidade são a base do projeto da Conescap e estão presentes em todos os estandes que fazem parte da exposição. O projeto sustentável foi concebido pelo arquiteto Sérgio Santos que está criando os espaços com materiais de reaproveitamento, como as madeiras do barco regional ‘Cristo Rei’, que navegou durante 44 anos na calha do rio Madeira e agora estão sendo utilizadas com outra utilidade.

Segundo o arquiteto, que também faz outros os tipos de reaproveitamento de resíduos e objetos que seriam descartados pelas empresas no estado, o trabalho com a matéria prima desse barco se torna ainda mais interessante devido sua história com a comunidade, pois a embarcação era responsável, entre outras coisas, pela escoação de produtos de agropecuária e de piscicultura da região do Madeira. “Meu trabalho consiste em reaproveitar resíduos de embalagens OSB e paletes, fazendo um mix com as madeiras de barco como o “Cristo Rei” e agregar valor à madeira de reuso de barco e os resíduos das fábricas do Polo industrial de Manaus”, diz Sérgio.

Amazônico – Com tanta história, o “Cristo Rei”, que após sua vida útil na navegação foi por um tempo uma espécie de pensão náutica, agora passa a compor os ambientes da 17ª Conescap dentro de uma arquitetura prática com o tema Amazônico, onde pode ser vista a harmonia com elementos retirados da floresta como esteiras, cestos indígenas, artesanatos e também o uso de similares como, canoas usadas como decoração.

Referência – Sergio Santos é amazonense e já realizou grandes trabalhos de arquitetura no estado. Entre alguns desses trabalhos estão o Hotel Tiwa, Ocean Center Samsung Manaus, todas as obras da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), incluso a sede Manaus. Ele também foi responsável por todo os projetos do Programa de Compensação Ambiental do Gasoduto Coari-Manaus, além de ter participado da primeira edição da Casa Cor com o projeto “Casa do Amazonas”.

Neste ano, o arquiteto também foi selecionado pela 16ª Bienal Internacional de Arquitetura da Argentina com o Projeto de Restauração Ecológica e Urbanização Sustentável na Amazônia (Reusa), que fica localizado no bairro da Redenção, e criou o Roteiro Turístico do navio Ibero Star e parte da ambientação interna do navio.

Politur voltará ao Centro de Atendimento ao Turista da Eduardo Ribeiro

Fotos: Divulgação/Politur

Fotos: Divulgação/Politur

A Polícia Turística do Amazonas (Politur) voltará a ter um posto fixo no Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado na avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus, ao lado de um dos principais cartões postais do Estado, o Teatro Amazonas.

A definição da volta do policiamento turístico para o CAT foi uma das pautas da reunião entre os representantes do comando da Politur e o presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Orsine Junior, na última semana, que tratou também do patrulhamento no Museu da Amazônia (Musa), principalmente nos finais de semana, quando o número de visitação é maior.

Na ocasião, o presidente do Órgão Estadual de Turismo informou que vai buscar uma parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) para que a Politur amplie sua atuação para outros pontos turísticos de Manaus. “Vamos também conversar com o secretário de segurança, Bosco Saraiva, para tentar ampliar o efetivo da Polícia Turística, que é de extrema importância para uma atividade que vem crescendo e ganhando atenção especial do governador Amazonino Mendes”, disse Orsine.

O comandante da Companhia de Policiamento Turístico, tenente Jorge Barreto, afirmou que a reunião com a Amazonastur foi muito importante, no sentido de estreitar ainda mais o relacionamento entre as instituições. “Nem todo destino turístico conta com uma força especial e preparada para atuar no segmento. Estamos certos que a Politur começa a traçar um novo caminho para, de certa forma, colaborar com o Governo na consolidação do turismo em nosso Estado”, completou.

Mudança de identidade – Jorge Barreto informou ainda que a Politur começou um estudo para a mudança da identidade visual da Companhia, a exemplo de outros destinos turísticos. “O Amazonas é conhecido mundialmente, por isso, nosso uniforme tem que seguir um padrão internacional, para que o turista – de forma fácil – possa nos identificar caso precise e se sinta em segurança em nosso Estado”, explicou.

Atualmente a Companhia de Policiamento Turístico conta com 30 policiais, entre poliglotas e bilíngues. A Politur atua no centro de Manaus, no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e também no Porto de Manaus, durante a temporada de cruzeiros marítimos.

Governo do Estado vai buscar parcerias para instalação de parque temático no Amazonas

Foto: Divulgação/IAAPA


Apresentar o Amazonas como um novo destino para a implantação de um parque temático no Brasil é o objetivo da participação do Governo do Estado no IAAPA Attractions Expo 2017, encontro mundial dos representantes dos setores de entretenimento, de lazer e parques aquáticos e temáticos do mundo, que começa nesta segunda-feira (13/11) em Orlando, nos Estados Unidos, e prossegue até a próxima sexta-feira (17/11).

Para fortalecer a proposta do Estado como destino na fundação do complexo de entretenimento e lazer, o Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), fecharam uma parceria na última semana para expor na IAAPA Expo 2017 os incentivos sobre o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto de Importação (II), segundo informou o presidente da Amazonastur, Orsine Junior.

“Nós iremos apresentar os vários pontos positivos de porquê instalar um parque temático no Estado, além do apelo natural da ‘Marca Amazonas’ que é muito forte. Vamos expor toda essa parte de incentivo fiscal que temos na Zona Franca de Manaus, tanto para a importação dos brinquedos, quanto na montagem do parque”, explicou Orsine Junior.

Ainda de acordo com o secretário, o Governo já conseguiu áreas, com autorização prévia, para instalação do parque temático no Amazonas. Os terrenos ficam localizados nos municípios de Iranduba, Manacapuru e Novo Airão. “Nossa ida a Orlando visa também estabelecer parcerias com empreendedores que investem nesse segmento, por isso, que, além do Governo do Estado, estão indo representantes da iniciativa privada, da Prefeitura e da Câmara Municipal de Manaus (CMM), todos interessados em fomentar essa atividade turística em nossa região, o que é de grande valia, pois a instalação de um parque vai atrair um número maior de turistas para o Amazonas”, finalizou.

Amazonastur incentiva cadastro no Ministério do Turismo em Iranduba

FOTOS: VINÍCIUS FEDER/AMAZONASTUR

Orientar e incentivar os estabelecimentos comerciais de Iranduba a regularizarem o Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). Este foi o motivo da visita técnica da empresa Estadual de Turismo (Amazononastur) no município da Região Metropolitana de Manaus, localizado a 27 quilômetros da capital.

A iniciativa segue a proposta do Governo do Estado de fomentar o turismo, visto que o Cadastur é um sistema executado pelo Ministério do Turismo de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo. O cadastro garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados e é também uma importante fonte de consulta para o turista.

Com o apoio da Secretaria de Turismo de Iranduba, a Empresa Estadual conversou com empresários locais, esclareceu as dúvidas e demonstrou a importância de regularizar a situação junto ao Ministério para desenvolver suas atividades.

De acordo com a secretária de Turismo de Iranduba, Karina dos Santos, a atividade de ordenamento vai gerar benefícios para todos. “Nossa proposta é fazer essa conscientização em todos os empreendimentos da área do turismo para que todos possam se regularizar. Precisamos desse ordenamento e as empresas devem estar dentro das normas exigidas. Será bom para todos os lados, empresários, Prefeitura, Estado e mais ainda para os turistas que visitam a região”, afirmou.

A ação foi bem aceita pelos empreendedores, pois demonstra o compromisso do Estado em conhecer as necessidades locais. “Tenho muito interesse em realizar o cadastro e atender as normas exigidas pelo Ministério do Turismo. Começamos nossos serviços na Copa do Mundo, quando vimos a oportunidade de receber turistas que tinham interesse em conhecer Iranduba. A partir de então, nosso negócio foi se expandindo e por isso sabemos o quanto é importante se regularizar no Cadastur e assim poder divulgar mais ainda nosso estabelecimento como opção de turismo”, declarou o empresário José Lopes.

Pela Amazonastur, a responsável pela visita técnica Luciana Batista ressaltou que o ordenamento turístico é uma meta da Empresa como forma de consolidar a proposta do Governo do Estado de fomentar o segmento. “Nosso objetivo é identificar e conhecer os estabelecimentos com fins turísticos não só para que eles se regularizem no Cadastur, mas também para que possamos divulgar os empreendimentos e os serviços que eles oferecem como opção aos turistas que visitam o Amazonas”, disse.

Governo do Amazonas fará estudo para viabilidade turística da Serra do Aracá, em Barcelos

Foto: Antonio Lima/SM Produções

Por ser um Estado de dimensões continentais, o Amazonas abriga localidades que poucos conhecem, mas que possuem uma beleza singular. E um desses locais é o Parque Estadual Serra do Aracá, localizado no município de Barcelos (a 405 km de Manaus em linha reta e a 656 km via fluvial).

Para conhecer todo o potencial turístico de uma das regiões mais lindas do Brasil, o Governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), vai participar no início do próximo ano de uma expedição a Serra do Aracá, organizada pelo jornalista Sérgio Miranda, da SM Produções Cinematográficas.

A participação do governo nesta expedição tem por objetivo realizar um estudo completo que apontará toda a potencialidade turística da região que abriga, por exemplo, a maior cachoeira em queda livre do Brasil, a El Dourado, que tem mais de 350 metros de altura, além de outras riquezas naturais.

Vocação natural – O presidente da Amazonastur, Orsine Junior, afirmou que a vocação natural do Estado está na atividade turística e o Parque Estadual Serra do Aracá é um dos vários exemplos dessa propensão ao turismo. “O governador Amazonino Mendes entende que o turismo é a nova matriz econômica do Estado e, por isso, apoia toda e qualquer iniciativa que promova a sustentabilidade e venha de fato consolidar essa atividade em nossa região”, disse.

O jornalista Sérgio Miranda vislumbra, com a parceria da Amazonastur, a possibilidade de iniciar um projeto de estruturação para a recepção dos turistas que já visitam o local. “Nós já estamos fazendo por conta própria, lógico com a devida permissão do Estado, a abertura de trilhas para a base da maior cachoeira do Brasil, a cachoeira do El Dourado. E também estamos abrindo trilhas para uma área de floresta. No entanto, essas trilhas são para pesquisas científicas que nós pretendemos, com a ajuda do Estado, adaptar e estruturar para recepção do turista”, disse o organizador da expedição.

Parque – O Parque Estadual Serra do Aracá foi criado em 1990, pelo Decreto 12.836, de 9 de março. Localizado em Barcelos, ocupa uma área de 1.818.700 hectares (18.187 km²), ou 15 % dos 122.475,728 km² de área do município. Barcelos é o segundo maior município do Brasil. O parque recebe seu nome em virtude de um de seus afluentes, o rio Aracá.

O parque é composto por planaltos que tem entre 1,2 mil a 1,6 mil metros de altura. Com fauna e flora típica de região, a temperatura média anual fica em torno de 20ºC. Além disso, este cenário ainda conta com rios, riachos, lagos, campina, campos e inúmeras cachoeiras. “O principal atrativo da serra, e que muitos brasileiros desconhecem, é a maior queda d’água livre do Brasil, ou seja, a maior cachoeira do Brasil. Trata-se da Cachoeira do El Dourado, esse é o principal atrativo, no entanto, no local tem uma fauna e flora muito interessante de ser observada”, informou o jornalista.

A Serra do Aracá faz parte do Planalto das Guianas, que se inicia no sul da Venezuela e invade o extremo norte do Brasil, e surge como um imenso formato de “mesa” no meio da floresta amazônica. “Na serra encontramos um verdadeiro jardim de orquídeas das mais diversas espécies, montanhas fantásticas, com paisagens belíssimas. Tem também cânions de mais de 600 metros de queda livre, além de uma caverna vertical com mais de 80 metros, totalmente inexplorada”, explicou o Sérgio Miranda.

Foto: Antonio Lima/SM Produções

Cirandas de Manacapuru recepcionam quarto navio da temporada

Foto: Amazonastur/Divulgação

O quarto navio da Temporada de Cruzeiros 2017/2018 aportou em Manaus nesta quarta-feira (08/11). O navio Crystal Serenity trouxe a bordo mais de 1,6 mil turistas, que foram recepcionados pelos cirandeiros de Manacapuru.

A grande parte dos turistas é formada por americanos e canadenses. Antes da capital amazonense, o navio passou pelo município de Parintins. Os turistas ficarão por dois dias em Manaus e terão uma programação intensa que inclui passeio ao Encontro das Águas, visita às comunidades ribeirinhas, caminhada na selva, focagem de jacaré, visita ao centro histórico, entre outras atividades.

Até o final do ano, estão previstos passar pelo Amazonas mais quatro navios, com cerca de 5 mil turistas, segundo a Amazonastur.

Pela primeira vez o receptivo dos turistas apresentou as cirandas de Manacapuru. Para a porta-cores da ciranda Guerreiros Mura, Sabrina Salles, a participação dos cirandeiros na recepção do navio foi uma ótima oportunidade de promover o Festival de Cirandas de Manacapuru para os turistas estrangeiros. “Levar a nossa cultura para esses turistas foi uma experiência maravilhosa. O Amazonas é rico não só em biodiversidade, mas também no cardápio cultural, e a ciranda é um dos vários atrativos que o Estado possui”, destacou Sabrina.

A participação das cirandas no receptivo da temporada de cruzeiros segue a determinação do governador Amazonino Mendes. “O nosso Estado possui um leque muito variado quando falamos em manifestações culturais e nada mais justo apresentar sempre o que temos de melhor para os turistas que aqui chegam”, disse o presidente da Amazonastur, Orsine Junior.

Amazonas participa da maior Feira de Turismo do mundo

Foto: Divulgação/Amazonastur

O Amazonas apresenta os roteiros turísticos do Estado na 38ª edição da World Travel Market (WTM), que começou segunda-feira (06/11) e prossegue até esta quarta-feira (08/11), em Londres (Inglaterra). O governo participa desta feira há 14 anos e em 2017, a tecnologia do Polo Industrial de Manaus (PIM) está sendo aliada para divulgar de forma inédita o destino.

A participação amazonense na WTM se dá por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), que está com um espaço no estande do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), sendo muito disputado por conta dos vídeos do Amazonas exibidos na plataforma chamada de “realidade virtual”.

“Sempre apresentamos o turismo do Estado de forma tradicional. Mas agora estamos inovando com esta plataforma de ‘realidade virtual’, fabricado na Zona Franca de Manaus. Os vídeos, deixando as pessoas mais próximas da realidade e dos roteiros turísticos que temos”, disse o presidente da Amazonastur, Orsine Júnior.

Além do espaço institucional do Amazonas no evento, as empresas Malocas Lodge, Mirante do Gavião, Katerre Expeditions e Amazon Nature Tours também estão promovendo seus produtos para o público. “Por orientação do governador Amazonino Mendes estamos trabalhando em parceria com o trade para consolidar o nosso Estado como um dos principais destinos turísticos do mundo”, afirmou o presidente da Amazonastur.

A Inglaterra, principalmente após a Copa do Mundo de Futebol de 2014, quando Manaus foi uma das sub-sedes dos jogos, está entre os dez países que mais enviam turistas ao Amazonas.