Acessibilidade

Inscrições abertas para curso gratuito de Atendimento ao Turista do MTur

Com informações da Assessoria de Comunicação do MTur

Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribuir para o desenvolvimento do mercado de viagens no país. O Ministério do Turismo reabriu as inscrições para o curso Atendimento ao Turista por meio do Brasil Braços Abertos (BBA), plataforma online totalmente gratuita. (Clique AQUI para se inscrever)

A capacitação é voltada para pessoas com mais de 15 anos e pode ser feita a partir de equipamentos conectados à internet, como computadores, tablets e smartphones. Com 80 horas/aula, o curso se divide em quatro módulos: Introdução, Atendimento, Comunicação e Temas Transversais. Os temas são abordados com uma linguagem simples e engloba conteúdos como noções de inglês, ética e marketing, transmitidos por meio de jogos e vídeos.

“Estamos avançando muito na qualificação do turismo no país. Só na última edição do Brasil Braços Abertos, no ano passado, tivemos mais de 21,6 mil inscrições e outros milhares de capacitados nos demais cursos promovidos pelo MTur. Este é o caminho para que o turismo retome sua força de uma maneira ainda mais sólida e sustentável”, destacou o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Os alunos devem concluir o curso até 6 de março de 2022. Para emissão de certificado é necessário somar um total de 696 pontos no sistema. Ao final da capacitação, o próprio aluno pode emitir o documento, chancelado pelo MTur e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), que é válido como curso de extensão.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, ressalta que o curso pode ser um diferencial para os profissionais no retorno das atividades turísticas. “Esta é uma oportunidade acessível de capacitação de qualidade. No contexto em que estamos vivendo, o turismo vai precisar de profissionais preparados para ajudar a reerguer o setor”, afirmou.







Reportar Erro